quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Quero Ser Humano


Gosto do que é intocável, invisível a olho nu e coração vestido. 
Gosto daquilo que se pode ver apenas com o coração aberto e pelas lentes da sensibilidade. 
O que me encanta não pode ser percebido quando se pensa apenas através da racionalidade, do óbvio que o ser humano quer por em tudo.
O que me ganha é percebido na linha tênue entre a correria do dia a dia e um olhar pra dentro de si. No turbilhão de pensamentos que acontece em um minuto de silêncio. Na visualização das belezas transcendentais da natureza. Na sensação causada pelas cores...
Sou todos os sentidos. Sou visual, sou de tato, de olfato, audição e paladar. E além disso sou de sentimento. Sou constituída do que não se pode explicar. Sou humana e sou espírito. 
O que me rouba de cena é abstração do tempo. É ver como o mundo gira e passa sempre por lugares conhecidos. Ganho horas pensando sobre o tempo, a vida de um ser, suas aprendizagens, suas evoluções e até a falta de capacidade de aprender com os próprios erros. 
Gosto de tudo que é natural, humano, vivo! 
Aprecio a vida em todos os seus prismas e possibilidades.
Que esses ventos que passam por mim nunca cessem em trazer valores e que eu nunca perca a grandiosidade do que é ser humano.


Nenhum comentário:

Postar um comentário