quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Quero Ser Humano


Gosto do que é intocável, invisível a olho nu e coração vestido. 
Gosto daquilo que se pode ver apenas com o coração aberto e pelas lentes da sensibilidade. 
O que me encanta não pode ser percebido quando se pensa apenas através da racionalidade, do óbvio que o ser humano quer por em tudo.
O que me ganha é percebido na linha tênue entre a correria do dia a dia e um olhar pra dentro de si. No turbilhão de pensamentos que acontece em um minuto de silêncio. Na visualização das belezas transcendentais da natureza. Na sensação causada pelas cores...
Sou todos os sentidos. Sou visual, sou de tato, de olfato, audição e paladar. E além disso sou de sentimento. Sou constituída do que não se pode explicar. Sou humana e sou espírito. 
O que me rouba de cena é abstração do tempo. É ver como o mundo gira e passa sempre por lugares conhecidos. Ganho horas pensando sobre o tempo, a vida de um ser, suas aprendizagens, suas evoluções e até a falta de capacidade de aprender com os próprios erros. 
Gosto de tudo que é natural, humano, vivo! 
Aprecio a vida em todos os seus prismas e possibilidades.
Que esses ventos que passam por mim nunca cessem em trazer valores e que eu nunca perca a grandiosidade do que é ser humano.


quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Entre Um Ponteiro e Outro (A Vida Passa)




Uma das coisas mais importantes na vida de um ser humano é o equilíbrio. E às vezes ele acontece em cima da corda bamba. Tudo que se vê ao redor é profundidade, abismo, mas você tem estar ali, mesmo balançando de um lado pro outro, sorrindo. Você quer ouvir o Universo te dizendo que você vai chegar são e salvo do outro lado. Mas tudo o que ouve é "tomara que caia"! O equilíbrio é a coisa mais importante na vida de um ser humano.

~

Acho que nunca inventaram uma dor mais doída que a solidão. É dor que dói suspensa, acima do tempo, porque a gente acha que nunca vai acabar. É aquela dor repentina, quando vê já chegou. Foi sendo criada aos poucos, sem se perceber e de repente explode como bala de canhão no peito. Não tem quem fique em pé. Solidão é quando não resta mais nenhum abraço esperando pra ser dado, nenhum sorriso oferecido ou trocado. Solidão é o Universo mostrando que você caiu da corda bamba do equilíbrio. É quando você se dá conta que nem a sua própria companhia lhe interessa mais. Solidão é você se vendo sentado num sofá ouvindo apenas o tic, tac incansável do relógio. Tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac,tic, tac.

~

Felicidade é o famoso arco-íris depois da chuva, o sol depois da noite. Todo mundo precisa se molhar e precisa do meio-tempo da madrugada, pra quando acordar pra vida, esfregar na cara do Universo que até se a corda bamba arrebentasse você poderia voar e chegar ao seu destino. Felicidade é você mostrando pra solidão que ela não vale nada depois que você extrai o aprendizado que tinha que tirar dela. Aí nasce a força, porque você sabe que tem amor, ainda que seja o próprio.