quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Revolta (I)

Nossa, olha lá!
Tão linda, mas trabalha de empregada!! Alguém tem que arrumar outra coisa pra ela.
E aquela gordinha ali?
Tem um rosto tão bonito! Se emagrecesse ia ficar linda, mas tá muito feia assim.
Hoje eu estava indo pro trabalho e vi um cara tão bonito! Mas ele era "lixeiro", coitado.
Não menina! Você que não sabe...
Lembra daquele gato, que trabalha naquela loja de roupas masculinas?
Lembro! Lindo...
É! Mas é gay!
(...)

Empregada, gorda, "lixeiro", gay.
Analfabeto, feia, magrelo, negro.
Chata, deficiente, pobre, excluído.

Não é o adjetivo o principal motivo de ofensa.
É o "mas".
As feias então devem ser empregadas?
Quem tem rosto lindo tem que ser magra?
Tem que ter rosto lindo? Pra quê?!
Tem que ser coitado? Coitada?
Tem que seguir padrão?
Ah! Tem que ser minoria.
Porque "excluído", pelo menos no Planeta aonde eu vivo, não é minoria não.
É maioria, e é maioria massante.
E ainda tem que encaixar em padrão social que a mídia impõe, que a religião impõe e que a família e a escola ajudam a disseminar.
Não tem adiantado eleição, gente! Quem comanda o Brasil já tá eleito a tempos: Rede Globo.
Tem que ser bonito, rico, corpo bacana, roupa de marca, se tiver olho claro, de preferência...
É feio? Pobre? Homossexual, bi, tri, trans? Morre!
Ah, mas a novela trabalha inclusão! Hãn?! Só se for na sua televisão... Porque na minha é tudo mascarado! Tem algo negativo por trás: precisam vender produtos, manipular mentes, fazer propaganda, preparar nós, robôs, para que não reajamos a tudo isso.
Não vai fazer o que a Igreja fala? Desculpa, mas então você vai pro "inferno"!
Agora me mostra aqui... Mostra um que vai pro "céu"...
Sim, eu creio em Deus.
Mas não nesse machista e impositivo que tentam me convencer em acreditar.
Já perdi até o rumo. Saí do foco do meu post.
Meu recado é simples: apenas não tente criar um modelo único e ideal. De crenças, de opiniões, de comportamentos, de escolhas, de vida, de nada! Nem de mim, nem de ninguém.
Porque não existe ideal. Pelo menos eu nunca vi.

Um comentário:

  1. Querida Fernanda,
    Encantei com seu BLOG...
    Maior orgulho e compartilho de muitos sentimentos!
    Um beijo e continuamos juntas!
    Camila

    ResponderExcluir