quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Identificação

Trechos de um dos meus filmes favoritos.
Um dos melhores que já assisti em toda minha vida.
Identifico-me.

[O Fabuloso Destino de Amélie Poulain]

"O mundo parece tão morto, que Amélie prefere sonhar até poder partir".

"Amélie não tem namorado. Tentou uma ou duas vezes, mas o resultado não foi o que esperava. Em compensação, cultiva um gosto particular pelos pequenos prazeres".

"O tempo não mudou nada. Amélie continua se refugiando na solidão. Diverte-se com perguntas idiotas sobre a cidade à sua volta".

"Não sou a 'doninha' de ninguém".

"Se parece distante talvez seja porque está pensando em alguém.

Em alguém do quadro?

Não, um garoto com quem cruzou em algum lugar e sentiu que eram parecidos.

Em outros termos prefere imaginar uma relação com alguém ausente a criar laços com os que estão presentes.

Ao contrário, talvez tente arrumar a bagunça da vida dos outros.

E ela? E a bagunça na vida dela? Quem vai por ordem?

Me conta: o garoto com quem ela cruzou, eles se reviram?

Não. Eles não se interessam pelas mesmas coisas.

Sabe, a sorte é como o Tour de France. Esperamos tanto e passa tão rápido. Quando chega a hora, precisa saltar sem hesitar."

"O medo do tempo que passa, nos faz falar do tempo que faz".

(depois continuo)


Nenhum comentário:

Postar um comentário