quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Uma quarta nublada


A chuva ameaçando cair lá fora. Cair mais, porque já caiu muita água hoje cedo. Um clima frio, um ventinho bom. Eu em casa tranqüila, com a minha mãe, meus sobrinhos, meu violão e meus pensamentos. Que insistem em passar por alguém que está longe, e que está perto, e que está longe em distância de Km, mas que está perto, pertinho de mim. Lá dentro, em um cantinho do meu coração!

Eu fico tão feliz!

Feliz como o vento dessa quarta que passa leve e contagiante perto de mim... E assim feliz por conversar com esse alguém! E saber que esse alguém sabe o que eu penso e sinto por ele... E que ele sente também.

Eu fico triste!

Triste como a ameaça da chuva que não sabe decidir se vai ou se fica, mas que sente que, por hora, está bom assim... Assim como está, nem lá nem cá! E assim triste em saber que não dá para realizar agora um desejo que existe e que insiste em permanecer entre nós, surgir de nós...

E essa quarta é nublada, não é quente nem fria. Não é deliciosa e nem dolorosa... Porque o frio também é delicioso pra mim, e o quente... é! Às vezes dói!

“O Fogo esquenta, mas pode queimar”

E assim, sigo feliz no meio dessa semana que daqui a pouco vai acabar e, quem sabe, mais uma vez eu vou deitar e sonhar com tal alguém ao som da melhor música que pode tocar na hora de dormir: a chuva, que quem sabe possa cair.

Beijos nublados da Nanda!

sábado, 23 de janeiro de 2010

Apertando o Play!

Alguns de meus amigos já sabem que eu já tive um outro Blog, excluí, e agora aqui estou de novo!
Faz parte!
Faz parte daquilo que há em mim: diferentes sensações, variações de humor! (mas nem fique aí pensando que eu sou tão inconstante assim, tá? rs)
Não pretendo excluir novamente! Mas tornar desse espaço, local de compartilhamento de dúvidas, críticas, momentos meus, Arte, rabiscos à toa...
Vambora?
Beijos da Nanda!